28 fev 2008

NINGUÉM CALA! (PARTE 4)

Souza faz gol e zoa com alvinegros

Três dias depois da final da Taça Guanabara, conquistada pelo Flamengo sobre o Botafogo, o atacante Souza não perdeu a chance de ironizar os alvinegros, que reclamaram muito da arbitragem e chegaram às lágrimas no vestiário. O rubro-negro abriu o placar sobre o Cienciano e comemorou imitando alguém chorando.

Na saída do intervalo, Souza tentou explicar os gestos. “Me deu vontade de chorar, só isso”, declarou.

A comemoração promete acirrar ainda mais a rivalidade entre as duas torcidas. Mas não foi só o atacante que debochou as lágrimas alvinegras. Nas arquibancadas, uma versão sobre o hino botafoguense “E ninguém cala…” foi entoada no Maracanã.

Confira a letra:

E ninguém cala,
Esse chororô,
Chora o presidente,
Chora o time todo,
Chora o torcedor…

***

Comemoração irônica, paródia nas arquibancadas… mas a principal provocação dos rubro-negros passou despercebida pela imprensa esportiva…

Ou seja, se depender da fase atual do time e do bom humor de Souza, é capaz do escudo do Flamengo sofrer uma pequena transformação…


Creu! Velocidade 2 a 1, por favor.


Dedicado a dois Fredericos: o Mendes e o Rezende.

comentários
comentários